Just in time: conceito, definição e objetivos

/, Produção Industrial/Just in time: conceito, definição e objetivos

Definição do conceito Just in time

just in time é um sistema que tem por objetivo produzir a quantidade demandada a uma qualidade perfeita, sem excesso e de forma ráPIDa, transportando o produto para o lugar certo no tempo desejado” (Hall, R. W., 1983).

Just in time conceito significado just in time conceito significado

Tudo no tempo certo :: Fonte:FreeDigitalPhotos.net

Esta definição sintetiza muito bem o conceito do just in time (também conhecido como JIT) e seu impacto em toda cadeia produtiva. O JIT tem a premissa de alocar a matéria prima, na quantidade e no tempo necessário. Ele está relacionado com a produção por demanda, ou seja, a venda do produto ativa e puxa todo processo produtivo.

Objetivos do Just in time

Todo esforço investido no JIT tem como objetivo reduzir, ou mesmo eliminar, todo estoque e desperdícios nos diferentes estágios do processo eliminando os custos derivados. Este conceito por si só leva a um processo de melhoria contínua, pois exige da administração o desenvolvimento de políticas, padronização de processos e elementos que tornam a empresa competitiva. A Figura abaixo exemplifica como os estoques podem ser diminuídos em uma linha de manufatura com a aplicação do Just-in-Time.

Just in Time Manufatura Just in Time Manufatura

Demonstração de um processo de manufatura antes e depois do just in time.

Demonstrando graficamente, podemos ver a redução de estoques com a aplicação do JIT.

Gráfico: Exemplo de redução de estoques atingido com o Just in Time grafico JIT

Gráfico: Exemplo de redução de estoques atingido com o just in time

Pelo gráfico, observamos que quando reduzimos a quantidade do lote, o inventário reduz drasticamente. A princípio, qualquer pessoa percebe que é uma grande vantagem trabalhar com o JIT. No entanto, não é tão simples assim. Vejamos as vantagens, as desvantagens e os pré-requisitos para que o JIT possa funcionar de forma adequada na empresa.

As Vantagens e Desvantagens

A vantagem de utilizar este conceito está na agilidade e na redução de custos que ocorrem em toda cadeia produtiva. Algumas plantas já são estruturadas com células onde são alocados os fornecedores para que eles possam fornecer em pequenas quantidades e em fluxo contínuo. Toda a lógica do sistema contribui para apeifeiçoar o espaço utilizado na planta. Podemos relacionar ainda as seguintes vantagens:

  • PIDa conversão dos materiais;
  • Redução do trabalho em processo;
  • Redução de espaço e manuseio;
  • PIDa resposta aos problemas;
  • Redução de agendamentos e rastreamentos;
  • Maior responsabilidade;
  • Melhor qualidade;
  • Menos desperdícios e retrabalhos;
  • Melhor resposta ao mercado;
  • Melhoria de atitude.

A desvantagem é que este conceito não pode ser aplicado em produtos com demanda pouco previsível e com grandes oscilações. Outro ponto é que ele funciona com maior eficiência com pequenos números de fornecedores sendo necessário que os mesmos tenham estabilidade no fornecimento de materiais.

Just in time e Kanban

Para os iniciantes, uma dúvida é comum: “O just in time e o kanban não são as mesmas coisas?”. A resposta é: “Não”, Explicando a resposta: O kanban é uma ferramenta de trabalho utilizada para o controle de produção (muito importante no conceito do just in time). No kanban, são utilizados cartões que controlam o estoque e a produção de forma visual. O just in time é mais do que uma técnica de gestão de produção. No just in time estão incluídos conceitos de administração de produtividade, gestão de materiais, projeto do produto, gestão de qualidade, recursos humanos e a administração do trabalho. Na prática o que ocorre são os dois conceitos operando em complemento, ou seja, o kanban funcionando de forma conjunta com o just in time.

Condições para implantação do JIT

Para a implantação do just in time é necessário que a empresa tome algumas atitudes. Veja abaixo algumas delas:

  • Comprometimento da alta administração;
  • Verificar onde é possível a implementação do kanban;
  • Realizar o treinamento de funcionários;
  • Investir capital para melhoria de processos;
  • Melhorar a capacidade de medir o desempenho em diversos setores;
  • Facilitar a comunicação entre as áreas;
  • Dominar os processos pertinentes;
  • Garantir eficiência no controle de qualidade

Estas ações são necessárias pela seguinte razão: Os estoques altos em uma linha de produção escondem determinados problemas como: má concepção de produto, setup longo, layout deficiente, baixa qualidade, máquinas avariadas e fornecedores não confiáveis. Quando a empresa decide implantar o JIT, estes problemas, que antes não eram visíveis, irão aflorar. Por este motivo, o JIT só pode acontecer após:

  • O tempo de setup ser reduzido ou eliminado;
  • A taxa de defeitos referentes à qualidade ser minimizada;
  • Existir prevenção das avarias dos equipamentos;
  • Os prazos de entrega serem mínimos;
  • Existir otimização da dimensão dos lotes;
  • A MOVimentação e os transportes serem minimizados
infografico just in time infografico just in time

Just in time e Lean Manufacturing

 Lean Manufacturing, também chamada de Manufatura Enxuta, lança mão de várias ferramentas, sendo o conceito de Just in time considerado um de seus principais pilares. Na prática, o JIT é uma das origens do sistema Toyota de Produção, que por sua vez é a origem da Lean Manufacturing. A frase abaixo reflete bem este pensamento: “Quando uma organização atingir o estado Lean, então poderá dizer-se que funciona verdadeiramente segundo conceitos JIT.” Para facilitar o entendimento sobre como este sistema contribui no sistema produtivo, sugiro que assista a estes dois vídeos que mostram de forma prática e fácil os benefícios do sistema just in time.
Assistir Parte I
Assistir Parte II

Você Gostou Deste Artigo?

Cadastre-se hoje e receba atualizações por e-mail. Respeitamos a sua privacidade e você nunca terá seu e-mail divulgado.

 

Como a automação industrial e softwares contribuem para o sistema just in time ?

Como observado, o JIT requer uma programação cuidadosamente planejada, principalmente no que tange ao fluxo de recursos através do processo de produção. Geralmente, empresas industriais modernas utilizam softwares de programação de produção sofisticados que consideram o planejamento para cada período de tempo na linha. Eles também podem possuir a funcionalidade de encomendar o estoque correto quando necessário. As informações são trocadas com fornecedores e clientes através de EDI (Electronic Data Interchange) para ajudar a garantir que cada detalhe está correto.

A automação industrial por sua vez, pode auxiliar a monitorar variáveis importantes de processo de forma a evitar paradas de equipamentos que não podem ocorrer devido ao fato de que no JIT trabalhamos com pouco estoque. O controle de interrupções de máquinas produtivas, perda de produtos e produção efetiva também pode ser feito com a utilização de sensores e softwares de automação. A grande vantagem é que tudo pode ser feito em tempo real, premissa básica do Just in Time.

Formado em Engenharia Elétrica pela UNESP (Universidade Estadual Paulista) com Pós Graduação MBA em Gestão de Projetos pela FVG (Fundação Getúlio Vargas) e certificação internacional em Gestão de Projetos pelo PMI (Project Management Institute). Também possui certificação Green Belt em Lean Six Sigma. Atuou na implantação dos pilares de Engenharia de Confiabilidade Operacional e Gestão de Ativos Industriais em grandes empresas como Votorantim Metais (CBA) e Votorantim Cimentos. Como Gerente de Projetos pela Siemens e Citisystems, coordenou vários projetos de automação e redução de custos em empresas como Usiminas, JBS Friboi, Metso, Taesa, Cemig, Aisin, Johnson Controls, Tecsis, Parmalat, entre outras. Possui experiência na implementação de ferramentas Lean Manufacturing em empresas como: Faurecia, ASBG, Aisin Automotive, Honda, Unicharm e Flextronics. Atualmente é Diretor de Projetos na empresa Citisystems e membro do Conselho de Administração da Inova, organização gestora do Parque Tecnológico de Sorocaba.