//Sobretensão: O que é e Como Fazer a Proteção?

Sobretensão: O que é e Como Fazer a Proteção?

2018-05-26T16:42:51+00:00 By |Categories: Automação Industrial|0 Comentários

A sobretensão danifica ou destrói ano após ano e cada vez mais os equipamentos elétricos. Gastos para conserto e tempos de paralisação são as consequências. O perigo não está limitado somente a instalações e equipamentos na indústria. Ele atinge desde a engenharia predial até a construção particular.

sobretensão sobretensao

Figura – Descargas elétricas responsáveis por sobretensão

Tensões Parasitas

Operações de comando acionadas mecânica ou eletronicamente produzem tensões parasitas por impulsos e alta frequência. Estas tensões estendem-se livremente pela rede das linhas e todos os equipamentos situados dentro desta rede são atingidos. Também podem ocorrer erros, funções descontroladas e quedas do sistema principalmente nos equipamentos eletrônicos que processam dados.

Descargas de Raios e Sobretensão

As descargas de raios (lightning electromagnetic pulse, LEMP) são, de todas as causas, as que têm mais potencial de destruição. Elas provocam sobretensão transiente que podem alastrar a distâncias elevadas e estão frequentemente associadas a picos de corrente de amplitude elevada. Mesmo os efeitos indiretos de uma descarga atmosférica podem provocar uma sobretensão de vários quilovolts e picos de corrente com várias dezenas de milhares de amperes. Apesar da duração muito curta, este tipo de evento provoca uma falha total ou até mesmo a destruição da instalação completa.

Processos de Comutação

Processos de comutação (switching electromagnetic pulse, SEMP) podem gerar sobretensões induzidas que se propagam em cabos de alimentação com correntes de ligação elevadas ou curtos-circuitos. Estas correntes muito elevadas fluem em poucos milissegundos e as alterações breves de corrente provocam sobretensões transientes.

Descargas Eletrostáticas

Ocorrem descargas eletrostáticas (electrostatic discharge, ESD) se houver aproximação de corpos com potencial eletrostático diferente e se houver uma troca de cargas. Uma troca de cargas repentina provoca uma tensão de impulso breve. Isso representa um perigo especialmente para componentes eletrônicos sensíveis.

Sobretensão – Quais são as consequências?

Independentemente da origem do surgimento de uma sobretensão, as consequências permanecem as mesmas:

  • Destruições de equipamentos
  • Tempos de imobilização das instalações
  • falhas totais nos controladores

As falhas ou defeitos de equipamentos provocadas por sobretensão é mais frequente do que pensamos. Em instalações industriais, na maior parte dos casos, as consequências dos danos são muito graves, como, por exemplo, tempos de imobilização ou perdas de dados. A falha de um equipamento ou uma máquina utilizados a nível empresarial implica frequentemente custos que ultrapassam em muito a reparação do equipamento com defeito.

Sobretensão – Como se proteger corretamente?

A proteção contra sobretensão efetiva começa com a correta avaliação dos riscos potenciais de todos os equipamentos a serem protegidos. O conceito de proteção resulta em considerar todas as interfaces da fonte de alimentação, bem como da comunicação de dados e telecomunicações. Somente desse modo são protegidos de forma abrangente e eficiente, por exemplo, todos os equipamentos finais dentro de uma rede de dados, uma instalação de produção ou em edifícios. Com a utilização de vários dispositivos de alta qualidade e tecnologia inovadora, os dispositivos de proteção contra surtos de tensão ou dps asseguram uma elevada disponibilidade do sistema e segurança em todas as áreas da eletrotécnica. Uma representação descritiva do conceito de áreas de proteção contra raios é o chamado circuito de proteção. Efetue um círculo imaginário ao redor do objeto que pretende proteger. Em todos os pontos onde os cabos passam neste círculo é necessário instalar um dispositivo de proteção contra surtos de tensão (dps).

Assim, a área dentro do circuito de proteção fica protegida, permitindo evitar de forma consistente acoplamentos de sobretensão relacionados com os cabos. O circuito de proteção tem de incluir todas as linhas de transmissão elétricas e eletrônicas das seguintes áreas:

  • fonte de alimentação
  • Tecnologia de medição, comando e regulagem
  • Tecnologia da informação
  • Instalações de transmissão e recepção

Referências para sobretensão:

Formado em Engenharia Elétrica pela UNESP (Universidade Estadual Paulista) com Pós Graduação MBA em Gestão de Projetos pela FVG (Fundação Getúlio Vargas) e certificação internacional em Gestão de Projetos pelo PMI (Project Management Institute). Também possui certificação Green Belt em Lean Six Sigma. Atuou na implantação dos pilares de Engenharia de Confiabilidade Operacional e Gestão de Ativos Industriais em grandes empresas como Votorantim Metais (CBA) e Votorantim Cimentos. Como Gerente de Projetos pela Siemens e Citisystems, coordenou vários projetos de automação e redução de custos em empresas como Usiminas, JBS Friboi, Metso, Taesa, Cemig, Aisin, Johnson Controls, Tecsis, Parmalat, entre outras. Possui experiência na implementação de ferramentas Lean Manufacturing em empresas como: Faurecia, ASBG, Aisin Automotive, Honda, Unicharm e Flextronics. Atualmente é Diretor de Projetos na empresa Citisystems e membro do Conselho de Administração da Inova, organização gestora do Parque Tecnológico de Sorocaba.